Pudim de Leite Condensado MOÇA

Bem vou contar minha saga com o Pudim de Leite condensado..

Como algo tão simples 3 únicos ingredientes, me darem um baile na cozinha?
sempre amei de mais, pudim de leite condensado.. mas toda vez que eu fazia... quando olhava a forma ludo lindo... fazia o teste do palito, textura perfeita.... hora de virar.. ok... hora de ir levantando a forma.. pufff desastre total pudim quebrava todo.... ahhh e isso não foi uma, duas, três vezes., foram milhares de vezes... dai achei que o problema era com a forma [uhauah], sério um dia irei reunir todas as minhas formas de pudim.. sempre quando vejo uma, compro pra testar e nada... resultado catastrófico.. já fiz de todas as maneiras possíveis... banho maria no forno, banho maria na chama do fogão, no micro-ondas.. afff de todas possíveis... até panela de pressão já usei e nada... lindo por cima... virava pra desenformar... e pufff desmoronava... já desenformei quente, semi fria, fria, gelada.. e nada.. tudo desmoronava no final.. e o pior de tudo era os comentários da família, - ah Kel, mas de gosto está uma delícia....
ninguém merece né...
ok vocês pode se partir de rir com isso... eu deixo tá.... nem to ligando.. tá... hunf!

Mas um belo dia... fui numa loja de importados.. junto com minha Mãe e de repente algo me chama atenção, uma panela meio esquisitinha mas era própria pra pudim - made in Portugal .. olhei pra Mãe e falei... arrisco mais essa forma???
bom pra quem comprou trocentas o que é mais uma, pra quem já está fazendo coleção de formas de pudim uhauahuah

bom a primeira experiência com esta forma está neste post onde divido com vocês =)


Pudim de Leite Condensado MOÇA

1 Lata de Leite Condensado Moça
1 Lata de Leite + uns 2 dedinhos[mesma medida da Moça hehe]
3 ovos

bate tudo no liquidificador [quer coisa mais simples que isso.. eu amoooo uhauahuah]

Coloque em uma forma caramelizada[*] e leve ao fogo banho maria por uns 30 a 40 min.
deixe esfriar na forma só depois de fria que desenforma.

[*]Para caramelizar, uso 2 xic de açúcar cristal [quer uma calda linda maravilhosa use açúcar cristal pra fazer caldas caramelos... ] e 1 xic de água misture bem leve ao fogo baixo e deixe... até ficar cor de caramelo... retire do fogo e caramelize a forma.. =))

Momento de tensão, fiz na panela de pressão =/
esperei esfriar bem... e fora da geladeira =)
até aqui tudo bemm..
suspense... ai será q vai sair certinho ou vai desmoronar como das outras experiências catastróficas =/
AHHHHH EEEEEEE CONSEGUIII!!! eita forminha made in Portugal boa...
deu certinho... e sucesso total =)


Moral da História de uma amante da Arte Culinária... NUNCA DESISTA, mesmo que uma receita possa parecer fácil e te derrubar.. NÃO DESISTA, um dia você conseguirá encontrar a Forma Perfeita pra você.. uhauahuah

bjos
Keka

Chocolate Quente


Chocolate Quente da QQue

  • 1 Gema de ovo [passada na peneira]
  • 3 col sp. rasas de açúcar [peneirada]
  • 1 col sp. cheia de Nescau
  • 200ml de leite quente
  • Canela em pó para decorar
Faça uma gemada com a gema e o açúcar
acrescente o Nescau e bata mais um pouco
adicione o leite quente aos poucos mexendo sempre...
por fim polvilhe um pouquinho de canela e sirva quente =))



Bejinhos

Bolo de Fubá


A RECEITA!!!
depois de um bom tempo ...

está aqui a receita com fotos passo a passo =)
Meninas Amigas Blogueiras e amantes da culinária...
este bolo fica simplesmente divino... é dos Deuses mesmo..
a textura dele é perfeita.. nem molhado de mais.. e nem seco..
Recomendo comer saindo do forno... e se quiser colocar uma colherinha de café de Margarina com Sal.. fica uma delícia..
aprendi esta receita quando fui morar em Umuarama pra fazer Universidade.. =) quem me ensinou foi a Senhorinha [uma Amigona da minha Tia Téia ].. Saudade =)

Bolo de Fubá Cozido da Senhorinha

  • 2 xic. Fubá
  • 2 xic. Açúcar
  • 1/2 xic. Óleo
  • 2 xic. Leite [ de vaca ou de Soja ]
  • 1 pitada Sal
  • 1 col. chá. erva doce


Misture todos os ingredientes numa panela alta e leve ao fogo baixo mexendo sempre até engrossar. Deixe esfriar e reserve.


  • 4 Ovos
  • 1 col. sp. Fermento em pó

Bata as Claras em Neve [ reserve]
Depois da mistura de fubá fria, adicione as 4 gemas [passadas na peneira] bata bem, pode ser á mão [é como faço] ou na batedeira. Adicione o fermento e por último incorpore as claras em neve.
Fica uma massa pesada...
Coloque em uma Forma de Buraco no meio, devidamente untada e enfarinhada com farinha de rosca.
Leve para assar por +/- 35 a 45 min.. ou até dourar e o palito sair seco depois de espetar o bolo..

só desenformar.. e servir.... hummm deu vontade ...


bjos
Keka

Café com Bolacha Bicolores

Bolachinha caseira Bicolores =))

BISCOITO BICOLOR

Ingredientes
:
2 xícaras (chá) de FARINHA DE TRIGO COM FERMENTO DONA BENTA
½ xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de margarina (200g)
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
Modo de preparo:
Em uma tigela, misture a farinha de trigo com fermento DONA BENTA com o açúcar e a margarina até ficar úmida, macia e que solte das mãos. Divida a massa em duas partes, em uma das partes, acrescente o chocolate e misture até ficar homogêneo.
Coloque uma das massas sobre um plástico e abra com um rolo, formando um retângulo com cerca de 0,5cm. Abra a massa restante sobre a massa aberta e repita a operação. As massas devem ficar do mesmo tamanho.
Enrole como rocambole, apertando e esticando delicadamente ao mesmo tempo, formando um rolo de 50cm. Corte ao meio, embrulhe no plástico e leve a geladeira por 1 hora. Corte em fatias com cerca de 0,5cm de espessura. Arrume-os em assadeiras, deixando espaço entre eles para crescerem. Asse em forno médio (180ºC), preaquecido, por 20 minutos ou até dourarem levemente. Retire e deixe esfriar.

Tempo de preparo: 2 horas e 30 minutos
Rendimento: 70 unidades
Dica1: não doure muito, pois a parte com chocolate poderá ficar amargo.
Dica 2: se preferir, abra as massas separadamente, depois coloque uma sobre a outra e enrole.

Fonte: www.donabenta.com.br

bjos
Keka

MOTI



[um pouco da história do Moti, pesquisa feita pelo Google =)) ]

Moti / Doce de Arroz Japonês

bolinhos de arroz mochi (shiro moti, ou moti branco, sem recheio, e an moti, recheado com feijão azuki doce)

Moti
por Célia Sayuri Yano

Também conhecido como bolinho de arroz.
O arroz utilizado na feitura do moti é diferente do arroz comumente usado na culinária japonesa, e nas lojas vem especificado como ‘arroz moti’.
O moti tsuki (literalmente, ‘bater moti ’) é feito num ussu (pilão japonês), com a ajuda de um tsuchi (lê-se tsuti), que é uma espécie de grande marreta de madeira. Sendo uma tarefa para duas pessoas, o interessante começa aqui: uma bate enquanto outra esborrifa um pouco de água nos intervalos entre as batidas (quando o companheiro levanta o tsuchi); isso é feito para o arroz não grudar no bastão ou no pilão. O processo é repetido até o arroz ficar no ponto certo do moti: uma massa lisa e firme.
Normalmente feito em ocasiões festivas, principalmente na véspera de Ano Novo, esse método tradicional reúne muitas pessoas em torno do pilão e cada uma bate algumas vezes, simbolizando a união, tanto no plantio, na colheita ou no preparo do arroz. Esses grupos costumam ser de homens (de um bairro, por exemplo), cada um trazendo uma quantidade de arroz cozido (obviamente, feito pela esposa, filha, irmã ou mãe). E o moti é feito em grande quantidade, sendo distribuído entre os participantes. Ou vendidos, no caso dos eventos realizados no Bairro da Liberdade, em São Paulo, sempre no dia 31 de dezembro.
Curiosidade: ussu, ou pilão japonês, era feito escavando-se um tronco de árvore de grande envergadura. Nas antigas colônias de imigrantes japoneses do Brasil usava-se árvores nativas como matéria prima. Depois de derrubado, o tronco passava alguns dias sob chuva e sol até a seiva secar, e só então era escavado – do centro para as laterais. Depois de pronto, mais alguns dias para secar e seu interior recebia um banho de cera (material usado na produção de velas), para preencher possíveis rachaduras e orifícios da madeira.

Alguns tipos de moti:

O-sonae moti – bolos maiores e sem recheio, de dois tamanhos diferentes (colocando-se o menor sobre o maior), feitos especialmente para oferecer nos altares budistas em comemoração ao Ano Novo.
Ko-Moti – são os bolinhos sem recheio, geralmente vendidos em pacotes de dez ou doze unidades. Conservar em geladeira, embrulhado em papel alumínio ou em recipiente com tampa e que não tenha cheiro. Em dias frescos, pode ser deixado ao ar livre – mesmo que resseque, basta aquecer um pouco no forno ou na frigideira para que amoleça novamente.
O ko-moti e o o-sonae moti podem ser consumidos de várias maneiras:
- Puro; só polvilhado com açúcar, ou com açúcar e um pouco de molho shoyu;
- Grelhado (em chapa ou frigideira sem óleo) – assim que estufar, é colocado num prato (ou tigela) com um pouco de molho shoyu e açúcar. Se não tiver habilidade no uso do ohashi (palitos próprios para pegar e comer os alimentos), use garfo e faca para picar o moti – prefira pedaços bem pequenos para poder engoli-los, visto que a mastigação é difícil.
- Ozoni – um prato típico de inverno, presente principalmente no Ano Novo, mas que pode ser degustado em qualquer época do ano para os apreciadores. São pedaços de moti colocados em missoshiru. O ponto é quando os pedaços menores se desintegram na sopa e os pedaços maiores ficam flutuando.
Cuidado: a falta de hábito em comer este prato costuma provocar engasgamentos.
Anko-moti – moti recheado com anko (doce de feijão azuki).
Kinako-moti – moti colorido por corante verde, recheado com anko e polvilhado por kinako (farinha de soja).
A combinação de motis coloridos e outros doces que encontramos à venda nas lojas de produtos japoneses representa “a alegria sempre presente na vida, em cada dia do ano, como se fosse Dia de Ano Novo”. Nas tradições antigas existiam regras na arrumação dos pratos – de doces ou de outros, dependendo da ocasião: em festividades, um visual colorido e ‘expansivo’; e nas missas, um visual mais sóbrio. Incluía-se também a escolha das estampas de louças de acordo com as estações do ano, assim como as roupas. Mas, isso já é outra história.

Hoje em dia o moti pode ser feito também com o uso do liqüidificador, onde é moído antes de cozinhar.

Receita de ‘Moti’ caseiro, com liquidificador

Ingredientes:

500 gr de arroz moti
Água para deixar de molho – pré fervida ou mineral

Recipiente – prefira os de vidro ou porcelana (que não deixa odores)
Aproximadamente 02 copos americanos de água pré fervida ou mineral para colocar no liqüidificador.
Modo de preparo:
Após lavar bem, deixar o arroz de molho por 03 a 05 horas, com pouca água – suficiente para cobrir os grãos e mais um pouco.
Jogar o que restar da água do molho e passar no liqüidificador, com 02 copos de água; colocar na mesma vasilha e deixar assentar por 01 hora (de preferência, na geladeira, em dias muito quentes).
Para o cozimento, preparar um tecido fino dentro da panela à vapor para receber a massa de arroz.

Jogar a água em excesso e cozinhar a massa, mexendo de vez em quando com uma colher de pau (ou shamoji, próprio para arroz). Pode-se deixar em fogo alto por 40 min ou até ficar no ponto.
A característica do moti é uma massa bem consistente.
Para fazer os bolinhos ou recheá-los com anko, use a massa ainda quente (num ponto que não queime as mãos). Para facilitar, despeje sobre uma superfície coberta com amido de milho (do tipo maisena) para não grudar tanto nas mãos. Pode-se usar uma colher para separar os pedaços enquanto se faz os bolinhos.
Rende duas porções de o-sonae-moti (uma menor e outra maior). Se for ko-moti, rende de 25 a 30 unidades.

Dicas:

- Use sempre água pré-fervida, filtrada ou mineral para evitar o cheiro característico do cloro, no preparo do arroz.
- Se for rechear, recomenda-se fazer o anko antes.
- Para cozinhar no microondas: usar recipiente para microondas e deixar por 10 minutos em potência alta.

www.culturajaponesa.com.br
bjos
Keka

Baunilha


Baunilha
Porque é tão caro? Tá aí a explicação...
Para se obter 1 quilo de baunilha preparada (pronta para consumo) são necessários 5 quilos de baunilha verde e, em média, somente 10% das favas verdes darão favas escuras de primeira qualidade. Após as múltiplas etapas do processo, a baunilha chega a perder de 40% a 50% de seu peso inicial.
Se contarmos o tempo necessário para a obtenção de uma fava desde a fecundação das flores até obtermos uma fava comestível, serão necessários aproximadamente dezoito meses. Um ano e meio de muito trabalho, o que justifica seu alto custo. Quem experimenta a baunilha natural nunca mais esquece seu aroma e sabor, que são únicos e inconfundíveis.

fonte: http://twincuisine.blogspot.com/

Baunilha
Fruto de uma espécie rara de orquídea originária da América Central, a baunilha tem um aroma delicioso e pode ser usada em cremes, bolos, pudins e bebidas.
Como utilizar
Para extrair as sementes do interior das favas, use uma faca de corte e lâmina lisa. Corte a fava ao meio, no sentido do comprimento, e raspe com a ponta da faca as sementes. Não jogue fora as favas, que também são perfumadas. Coloque-as no açúcar para deixá-lo aromatizado. As sementes de baunilha podem ser usadas para aromatizar o leite que servirá de base paea sorvetes ou cremes. Coe o leite em uma peneira antes de usá-lo.

Como comprar
As favas de baunilha de boa qualidade devem ser de cor bem escura, brilhantes e carnosas.

Essência de baunilha
A baunilha pode ser sintetizada a partir de uma substância chamada eugenol, considerada um produto artificial, mas com sabor e aroma semelhantes ao natural.

Como conservar
Para preservar o aroma por mais tempo, coloque as favas de baunilha num pote de vidro limpo e seco e tampe bem.


Fonte: Revista Água na Boca

bjos
Keka

Cup QQue's

Por causa do Desafio cupcake! do grupo Delícias de Receitas do Flickr ao qual participo, resolvi entrar na brincadeira.. e claro que receita de CupCake melhor é a da querida Cinara
que com certeza dará certo.. e não é que deu certinho ficou lindo.. macio... e divinooo.. de comer de joelhos.. só mais um.. e ah.. só mais esse e chega... ah. ok mais um vai uahua e nisso já era os 12 CupCakes da receita.. =)) fiz exatamente a receita da Cinara.. só substitui um único ingrediente, o leite de vaca por Leite de soja... pois meu irmão tem alergia a lactose e não ia poder comer os cups.. =(( dai pra ele se deliciar Leite de Soja...

Cup QQue's


1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de açúcar
1/4 xícara de chocolate em pó
3/4 colher (chá) de bicarbonato
3/4 xícara de leite de soja
1/4 xícara de manteiga
1 colher (chá) de baunilha
1 ovo


Pré-aqueça o forno a 180ºC
Numa tigela misture tudo, menos o ovo. Bata na batedeira até a massa ficar bem homogênea, Acrescente o ovo, e bata novamente em velocidade alta por mais 2 minutos. Distribua a massa em 12 forminhas de muffis untadas [eu usei de silicone, mas se for usar as de papel coloque forminhas duplas pra ficar mais firminho.] Asse por 15 a 20 minutinhos [faça o teste do palito]. Deixe esfriar um pouco na fôrma, depois transfira para a grade para esfriar completamente antes de decorar.

[Batedeira de mão da minha Mãe bem vintage hehe.. minha herança.. =))) ]

[forminhas de silicone da Mama .. mas serão minhas.. =)) ]

[não sei se as forminhas de silicone precisava ser untada.. mas pra não correr o risco de ter cupcake grudados.. untei rapidamente com o "PAM". ]
[a massa dá certinho nas 12 forminhas.. ]
[meus cupcakes ficaram lindos... assaram em 20 min.]
[depois de frio, eles saíram inteirinhos da forminha =))) e coloquei na grade pra terminar de esfriar.. ]
[cobertura de Creme de Avelã com Cacau ( Nutella) isso vai ficar ruim uauahauh]

[decorei com mini M&M e confeitos prateados.. ]
[coloquei em fominhas de papel e pose para a foto.. XIZZZZZ]

[NHACCC!!!! HUMMMM!!! DIVINOOOOOO!!! chame os cachorros... isso é de comer de joelhos de tão delicioso.. ai Cinara do céu que DELÍCIAAAAAA]

Meninas não deixem de ir no blog mais gostoso que existe o Cinara's Place um lugar delicioso e inspirador =))

bjos
Keka

Biscoito Canino Bom pra Cachorro literalmente


Biscoitos para Cães

1 xíc de aveia em flocos finos
1/4 xíc de margarina, cortada em pedaços
2 cubos de caldo de carne ou de galinha
1 xíc de água fervente
1 xíc de farinha de trigo integral
3/4 xíc de fubá
1 col (sopa) de açúcar
1/2 xíc de leite
1 ovos grandes
1 1/2 xícaras de farinha de trigo comum

Pré-aqueça o forno a 180°C.
Coloque a aveia em uma tigela média, distribua os pedaços de margarina e os cubos de caldo de carne (ou galinha) por cima. Jogue a água fervente mexa, e deixe descansar por 10 minutos para que a margarina e os cubos se dissolvam.
Misture bem, e então acrescente os demais ingredientes, menos a farinha de trigo, e misture novamente. Adicione a farinha de trigo até obter uma massa firme. Amasse com as mãos, fica uma massa de biscoito mesmo. Abra a massa com um rolo. Quanto mais fina a massa, mais crocantes ficarão os biscoitos. Use um cortador de biscoito em formato de osso para cortar os biscoitos. Asse nas assadeiras [nem precisa untar], até ficarem duros, de 5 a 15 minutos, dependendo da espessura da massa. Remova das assadeiras e deixe esfriar completamente.

PS¹:. Rendimento 500 biscoitos pequenos de 3x1.5cm
PS²:. Os biscoitos ficaram uma delícia, eu experimentei antes de dar pra meus cachorrinhos hehe.. aprovadíssimo.... e Eles adorarammmmm

recomendadíssimo a todas que quiserem agradar seus filhotes peludos.. =)

Agradecimento especial a Cinara que traduziu a receita pra mim cuja receita original era em inglês especialmente pra Pet. =)
Muito Obrigada, você foi super querida.. =)
http://cinarasplace.blogspot.com/




Como eu não tenho cortador de ossinho resolvi eu mesma fazer cortando uma latinha de nescau e modelando com alicates. [ PS:. tenha muito cuidado ao cortar e modelar porque pode cortar os dedos.. hehe ]
Biscoitinhos assados
Poka, degustando seu biscoito hehe
Canji, pegando o seu biscoitinho também =)
Não são a coisa mais fofa desse mundo estes meus filhotes amados?


Como fazer sua própria forminha:
pegue uma latinha de nescau das pequenas mesmo, alicates e tesoura de lata.
MUITO CUIDADO AO CORTAR A LATA, porque você pode acabar se cortando..
agora é só cortar uma tira e modelar =)


para finalizar, enrole durex ou fita crepe pra você não acabar se cortando de novo... hehe

Comprinhas




Existe uma loja de decoração pra casa aqui na minha cidade que é um espetáculo.
e a única que vende essas coisinhas de silicone =)
peneira de silicone, medidores, tampa..
e é o único lugar que tem esse ovinho simpático hehe é um imã de geladeira com trena de 1m.. agora me pergunto pra serve uma trena na culinária??? eu comprei mas não pra por na cozinha; como sou Arquiteta, amo trena, achei divertida ter na bolsa hehe
=)))

próximo post será com a peneira sendo usada e os medidores tbm =)

PS:. Resondendo.. uma trena na cozinha serve para você medir uma massa de torta, o diâmetro de uma forma, ou mesmo o tamanho de alguma forma quadrada, retangular... enfim se usa trena sim .=D

bjos
Keka

Coffee Mate




com este friozinho que está fazendo aqui no sul.. nada melhor pra esquentar que um café batido com Coffee Mate =)
é uma delícia...

bjos
Keka

Teaposy



Teaposy Red Song Teaposies

isso deve ser dos Deuses...
vale a pena visitar o site.. e mais ainda ver o vídeo..
http://www.importika.com/teaposy.cfm